Culto dia 18 de Outubro de 2015 – Pr. Armando Castoldi

Pr. Armando Castoldi

Pr. Armando Castoldi

A Integridade Cristã


Texto: 1 Tessalonicenses 5:24
Comentário: Modelado pelas mãos do Criador e recebendo diretamente o Seu sopro de vida, é evidente que somos diferentes dos demais seres criados. Corpo, alma e espírito embora sendo elementos diferentes de nossa constituição,  formam um todo que aos olhos de Deus foi criado para a harmonia e para a eternidade.  O pecado trouxe a morte física e desarmonizou nosso interior, porém a nova criação em Cristo, tem o propósito de nos regenerar por inteiro. Mesmo na aliança do Antigo Testamento, esse era o propósito – (Dt. 6:5). Então, como podemos cumprir esse ideal em nossas vidas? 1º)Cultivando  a integridade do  corpo:  Dependemos do corpo para tudo. Precisamos do corpo para servir a Deus.  (Is.52:7) Nosso corpo deve ser cuidado como “casa de Deus” e não pode servir a dois propósitos ao mesmo tempo. (Tg.3:12, 1 Co.6: 15-20, 1 Tes.4.1-8); 2º) Cultivando a integridade da alma:  A alma é constituída de razão, emoções e vontade. O pecado fez com que esses três elementos entrassem em choque, desarmonizando nosso interior.  O pecado fez lama na alma! O resgate da integridade da alma, começa pela renovação da mente, mediante a obediência à  Palavra de Deus.  (Rm. 12:1-2, 1 Pe. 1:23, Tg.1:18, 1 Rs.18:21);  3º)Cultivando a integridade do espírito:  O espírito humano  é gerado na concepção (Gn. 1:27-28, Sl. 139:13-15) Nosso espírito é individual e exclusivo.  É o altar para adorarmos a Deus – ( Ex. 20:3-6).

QUESTÕES PARA REFLEXÃO:

1º)O que significa a integridade no corpo? Em que sentido vícios, vestuário, postura corporal são tão fundamentais para o cristão?
2º)O que é fidelidade? Por que ela  é tão necessária para a  integridade da alma?
3º)Em relação à integridade do espírito responda: a) O ela  tem a ver com a idolatria? b)Com a doutrina da reencarnação? c) Com o matrimônio cristão?
c)Por que a moral cristã não pode ser render ao mundo?

EVANGELISMO E VISÃO:
Nossa obediência a Cristo deve ser determinada pela mente e pela vontade. Não podemos nos deixar guiar pelas emoções. Entretanto, quando submetemos nossa vida ao padrão da Palavra, então as emoções que o Espírito Santo produz se tornam o nosso combustível para a vida. Há uma ideia -que vem do pensamento grego, que a andar no espírito é sofrer na carne. Não! Um cristão inteiro nas mãos de Deus provará também a plenitude de alegria. Que seja esse o nosso alvo, por que isso também produz um testemunho que impacta! (Sl.89:15, Ne.8:10, Pv. 15:13, 17:22).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *